Viaduto da Marginal Pinheiros cede e provoca trânsito em SP
16/11/2018 11:55 em Novidades

Um viaduto da pista expressa da Marginal Pinheiros, a 500 metros da Ponte do Jaguaré, Zona Oeste de São Paulo, cedeu cerca de dois metros na madrugada desta quinta-feira (15). No momento da ruptura do elevado, por volta de 3h30, poucos motoristas trafegavam pela via , um teve escoriações leves e cinco carros ficaram danificados. O viaduto passa por cima da linha 9-Esmeralda, que não teve o funcionamento afetado.

 

(Correção: ao ser publicada, esta reportagem errou ao informar que a via dava acesso à Ponte do Jaguaré. Na verdade, a via fica próxima à ponte, mas não dá acesso a ela)

 

O local é rota de acesso à rodovia Castello Branco, e provoca congestionamento na região na manhã desta quinta, primeiro dia de feriado prolongado. Pedaços do concreto do viaduto caíram sobre um alojamento da CPTM, que não estava sendo utilizado na madrugada desta quinta.

O secretário de transportes, João Otaviano, afirmou que uma das placas de apoio das juntas de dilatação, obrigatórias em estruturas elevadas, como pontes, viadutos e alças, cedeu. Otaviano disse que aguarda as equipes técnicas para fazer uma análise mais precisa do rebaixamento.

 

"Foi uma estrutura que se deslocou. Vamos fazer uma área de proteção, tomar medidas no entorno. Vai haver uma intervenção importante na região", afirmou. Ele disse que não é possível precisar quanto tempo durará a interdição na pista. Um escoramento da estrutura será feito ainda nesta quinta (veja nota da Secretaria de Infraestrutura e Obras abaixo)

 

Segundo o secretário, não havia indícios de problemas no viaduto. "A estrutura estava funcionando normalmente. Seguramente, aconteceu alguma coisa fora do padrão, algum deslocamento. As equipes precisam entender e fazer a proteção da estrutura", completou. Otaviano garantiu que a Prefeitura de São Paulo faz avaliações em todas as obras viárias, mas ocorreu uma "situação particular".

A Secretaria Municipal de Infraestrutura e Obras (SIURB)informa que vai realizar o escoramento do viaduto na marginal de Pinheiros para que possam ser feitos os ensaios para apurar as causas do acidente e dar início às obras de recuperação. Ainda não é possível prever um prazo para conclusão dos trabalhos.

 

O escoramento é necessário para aliviar a carga no pilar onde houve o rompimento da estrutura e garantir a segurança dos profissionais que irão trabalhar no local.

 

A fiscalização das estruturas dos 185 viadutos e pontes sob a responsabilidade da Prefeitura é feita por meio de vistorias periódicas pela SIURB. No ano passado, foi retomado o Programa de Recuperação de Pontes e Viadutos, abandonado pela gestão concluída em 2016. Depois de ter sido suspensa por questionamentos feitos pelo Tribunal de Contas do Município, foi aberta, no último dia 9, licitação para contratação de empresas que irão desenvolver projetos estruturais e executivos de requalificação e laudos técnicos para manutenção de 33 pontes e viadutos. A definição das prioridades foi decidida em conjunto com o Sindicato Nacional das Empresas de Arquitetura e Engenharia Consulti va (Sinaenco). A secretaria informa, ainda, que durante as vistorias não foram constatados riscos estruturais.

COMENTÁRIOS