Excesso de baratas em ônibus na Zona Oeste do Rio faz com que passageiros optem por permanecer em pé
14/12/2018 09:15 em Novidades

Passageiros e funcionários denunciam que a linha 770, que circula pela Zona Oeste do Rio, tem bancos infestados de baratas. Elas tomam conta do ônibus de tal maneira que os passageiros não conseguem sentar nos bancos.

 

A maioria dos ônibus não conta com aparelhos de ar condicionado. Além da falta de manutenção, o calor também contribui para o aparecimento de mais baratas. Em todo a cidade do Rio, são cerca de 2,5 mil ônibus sem refrigeração.

 

Além dos problemas com calor e higiene, os passageiros reclamam de outras ocorrências causadas pela falta de manutenção. “A gente passa por esses problemas constantemente”, reclama um passageiro, contando que até o vidro dianteiro de um dos veículos da linha 991 está trincado.

 

O consórcio responsável pelas linhas na Zona Oeste destacou que sofre com a concorrência das vans na região. Sobre o problema com baratas na linha 770, a viação Pégaso destacou que irá reforçar o serviço de dedetização e faz um apelo para que os passageiros não joguem lixo dentro dos veículos.

 

 

Não é a primeira denúncia de presença de baratas nos veículos que circulam pela Zona Oeste da capital fluminense. Na quinta (13), outra denúncia mostrou que os passageiros são obrigados a conviver com insetos em outras linhas da mesma empresa.

COMENTÁRIOS